Remo

Remo

Clube de Futebol

Fundação

1905

Atual Presidente

Manoel Ribeiro

Técnico

Ney da Mata

Título Total

Localização

Belém, Pará

História do Clube

Dono da maior torcida da Amazônia, o Clube do Remo foi fundado em 5 de fevereiro de 1911 e reorganizado em 15 de agosto de 1911 para se tornar um monumento esportivo do Pará e patrimônio do esporte nacional.

A história do Clube do Remo começa no início do século XX, época em que o remo era um dos principais esportes praticados no Brasil. No Pará, as competições eram realizadas às margens da baía do Guajará com a presença de excelentes públicos. Em uma dessas disputas, no ano de 1905, alguns atletas vinculados ao Sport Club do Pará decidiram se desligar do clube devido à alguns desentendimentos com outros companheiros de equipe momentos antes da realização de uma regata. Eram eles: Victor Engelhard, Raul Engelhard, Eugênio Soares, Narciso Borges, José Henrique Danin, Vasco Abreu e Jean Marechal (Eduardo Cruz).

Esses sete atletas logo tiveram a ideia de criar um clube pelo qual pudessem desenvolver as suas atividades. A eles se juntaram outros desportistas que compartilhavam do mesmo interesse e, juntos, fundaram o Grupo do Remo, em 5 de fevereiro de 1905. O Estatuto Social foi divulgado no Diário Oficial do Estado, ano XV, nº 4.049, de sexta-feira, 9 de junho de 1905, o que consolidou a sua existência legal. O 15º descrevia a bandeira azulina como um “retângulo azul-marinho, tendo ao centro uma âncora branca, em sentido oblíquo, circulada por 13 estrelas da mesma cor”.

Um dos fundadores do Remo, José Henrique Danin, relatou que a causa da cisão no Sport Club do Pará foi uma regata, na hora de formar as guarnições, e por causa exatamente da guarnição da qual ele fazia parte, com Raul e Victor Engelhard, e mais Eduardo Cruz, surgiram desentendimentos. A denominação inicialmente dada, Grupo do Remo, foi adotada a partir de uma sugestão de Raul Engelhard, que estudara na Europa e inspirou-se em um clube inglês, o Rowing Club.

No dia 1º de outubro de 1905 o Grupo do Remo inaugurou a sua sede náutica, que funcionava em um prédio alugado da Intendência Municipal, localizado na Rua Siqueira Mendes. Naquela oportunidade, o Remo também promoveu a inauguração e o lançamento ao mar de sua primeira embarcação, uma baleeira chamada “Tibiriçá”.