Por: Mateus Miranda/Portal Cultura

Foto: Samara Miranda/Ascom Remo

“O jogo em si impõem isso. Você jogar três atacantes, pegar o adversário lá em cima. Lógico, em alguns momentos, não podemos nos desesperar. Porque, infelizmente, estamos atrás do placar. Então precisamos fazer por onde e buscar esse resultado para que possamos nos classificar”, assim descreveu Fernandes, volante do Remo, uma das estratégias do time para o confronto diante do Manaus (AM) nesta quarta-feira, às 20h30, no Mangueirão, pela segunda partida da primeira fase da Copa Verde.

A princípio, a equipe que iniciou o duelo frente ao Atlético (ES) dever ser mantida. Mas, na segunda parte da movimentação do primeiro treinamento da semana, o técnico Ney da Matta colocou mais um atacante na formação do time principal. Mais uma alternativa cogitada para reverter a vantagem de 2 a 0 construída pelo adversário na partida de ida. Para o volante Fernandes, o aspecto que mais complicou a situação do Remo na partida foi não ter marcado gols como visitante. “É  fato de não ter feito gol (fora de casa). Infelizmente foi um jogo muito apático que fizemos. E acabamos sofrendo esses dois gols que, com certeza, dá um pouco de mais dificuldade para a gente reverter dentro de casa. Temos trabalhado fisicamente, taticamente e psicologicamente para reverter. É difícil, mas não é impossível”, diz o jogador. Segundo ele, é necessidade que não se confunda velocidade com pressa – a paciência também é uma das virtudes defendidas pelo plantel para diminuir a margem de erro.

O último treinamento do Remo vai ser promovido nesta terça-feira, às 16h, no Ciaba.

Time da primeira parte do treinamento (4-4-2): Vinicius, Levy, Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha; Leandro Brasília, Felipe Recife, Fernandes e Rodriguinho; Elielton e Isac.

Time da segunda parte do treinamento (4-3-3): Vinicius, Levy, Mimica, Bruno Maia e Esquerdinha; Felipe Recife, Fernandes e Jeferson Recife; Jayme, Felipe Marques e Isac.

Deixe uma resposta