Foto: Samara Miranda/Ascom Clube do Remo

Reportagem: Octávio Augusto/Portal Cultura

O quadro desta quarta-feira (14) para o Clube do Remo é o mesmo de um recente passado vencedor. Reverter uma derrota por dois ou mais gols de diferença num mata-mata tem sido um problema superável para o Filho da Glória e do Triunfo que conseguiu três viradas nos últimos quatro anos. O lema remista para o duelo diante do Manaus-AM marcado para as 20h30, horário de Belém, no estádio Mangueirão, é jogar com imposição e inteligência.

“Temos que jogar com inteligência e com intensidade. É um jogo que já começamos eliminados e atrás do placar. Temos que atacar, mas com cobertura atrás e com sabedoria. Não adianta atacar de qualquer forma. Temos que buscar o gol no primeiro tempo e com todo cuidado pra não tomar”, observou Rodriguinho, meia que estreou com a camisa remista na classificação da Copa do Brasil contra o Atlético-ES.

A derrota do Remo por 2 a 0 para o Manaus-AM no estádio Arena da Amazônia no jogo de ida da primeira fase da Copa Verde é a primeira do futebol paraense perante um time do Amazonas na competição regional. O retrospecto é de nove vitórias paraenses, cinco empates e uma vitória do futebol amazonense em 15 jogos.

“Temos uma equipe muito boa e muito rápida ali na frente. Elielton, o próprio Jayme e o Isac está fazendo gol direto. Ali atrás temos que segurar. A gente sabe da qualidade da equipe deles que fez um jogo muito bom agora na Copa do Brasil contra o CSA”, declarou Mimica, titular na defesa do Remo desde a 3° rodada do Parazão 2018.

O vencedor do confronto entre Clube do Remo e Manaus-AM enfrenta na 2° fase da Copa Verde 2018 o time que classificar do duelo entre São Raimundo-RR e Rio Branco-AC, as equipes fazem o jogo decisivo no dia 21 de fevereiro e o time do Acre venceu o primeiro confronto por 2 a 1 jogando fora de casa. O diagrama completo da competição pode ser conferido aqui.

Deixe uma resposta